3 lições que podemos aprender com ‘O Lobo de Wall Street’

Veja como a história de Jordan Belfort pode nos ensinar lições valiosas sobre o mundo dos negócios

Por Daniel Emidio, para Ação Jovem

“O Lobo de Wall Street” é um filme que aborda o lado mais obscuro do mundo dos negócios. Baseado em fatos reais, ele conta a história de Jordan Belfort, estrelado por Leonardo DiCaprio, durante sua trajetória no mercado financeiro. Jovem e ambicioso, Belfort prejudicou clientes, teve complicações com o governo, se envolveu com sexo, drogas e prostituição, enquanto alcançava o sucesso na década de 80. Apesar da imoralidade, o filme apresenta lições valiosas que podem ser aplicadas na sua vida profissional.

Pensando nesse cenário, listamos aqui 3 lições que podem ser aplicadas na sua carreira. Confira!

Lição #1: Tenha alguma ambição em sua vida profissional

Antes de mais nada, vale lembrar que não estamos falando sobre alcançar o sucesso profissional a qualquer custo, mesmo que isso signifique prejudicar o próximo, mas de ter um objetivo. Jordan tinha a ambição de se tornar rico tanto quanto um profissional do mercado financeiro e construiu os meios necessários para alcançar essa meta.

Trabalhar somente para cumprir horário não levará ninguém a lugar nenhum. No campo profissional, um pouco de ambição pode impulsioná-lo na sua carreira, pois ela será o gás que irá ajudá-lo a alcançar seus objetivos, seja uma promoção, uma nova formação ou até mesmo abrir o próprio negócio.

Lição #2: Desenvolva suas habilidades de vendas

“Me venda essa caneta! ”, essa talvez seja a frase mais marcante do longa. Ao reunir os membros que iriam compor a sua equipe, Jordan mostra uma valiosa lição sobre oferta e demanda. Nesse caso, quando falamos sobre vendas, estamos tratando da habilidade de persuasão e comunicação, o que é diferente do famoso “papo de vendedor”. Em todos os campos de nossa vida, ela se torna necessário para alcançarmos algum resultado.

“Em uma entrevista de emprego, por exemplo, você está vendendo o seu perfil profissional ao recrutador. Quando você está apresentando um projeto para aprovação do seu chefe, você também está vendendo. Ao fechar um negócio com um possível parceiro, você também está vendendo. ”

Como você pode ver, todos os dias, você está vendendo algo e durante o filme, o protagonista usa essa habilidade para convencer os seus clientes de comprar os seus produtos.

Lição #3: Cuidado com a emoção nos investimentos

Uma das muitas razões para que o negócio de Jordan Belfort desse tão certo era a capacidade de utilizar da emoção dos seus clientes para conseguir vender os seus produtos. Como resultado, muitas pessoas foram vítimas dos golpes aplicados pela empresa, atraídos pelo sonho de enriquecimento rápido e fácil. Infelizmente, essa é uma realidade que ocorre até os dias de hoje.

Quem não busca se informar a respeito de onde está aplicando suas economias, corre um grande risco de assumir prejuízos que podem se tornar uma enorme dor de cabeça. Por essa razão, investir em educação financeira se torna essencial para que o investidor consiga diferenciar uma real oportunidade de algo que pode ser nocivo ao seu bolso.

Por fim, o filme é indispensável para qualquer profissional do mundo dos negócios e investimentos. Há muitas lições que podem nos ensinar a respeito de motivação, liderança, vendas, investimentos e muitos outros, se deixarmos de lado toda a atitude antiética e imoral adotada por Jordan Belfort ao durante sua trajetória. Infelizmente, esse não foi o primeiro golpe financeiro aplicado no mercado e também não será o último, pois do contrário promessas de enriquecimento rápido e pirâmides financeira já estariam extintas. Por essa razão, recomendamos toda cautela na hora de lidar com seu dinheiro, para que você possa aplicá-lo em investimentos confiáveis.

E você, quais foram as lições que aprenderam com o filme? Compartilhe conosco.

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br