A procura da felicidade: Uma história de luta e determinação

a-procura-da-felicidade
Imagem: Divulgação © 2006 Columbia Pictures

Por Daniel Emidio

Após uma semana bastante agitada no trabalho, em meio às últimas notícias como pandemia, crise política, tudo o que queremos no final de semana é poder sentar e relaxar em nosso sofá. E por que não acompanhado um de bom filme? Que além de nos contar uma boa história, pode nos trazer uma grande lição de vida para a nossa carreira. Por isso, no artigo de hoje, decidi trazer a dica de um filme clássico: À procura da felicidade (The Pursuit of Happyness, EUA, 2006).

A crise familiar

Imagem: Divulgação © 2006 Columbia Pictures

O filme é baseado em uma história real e conta a história de Chris Gardner (Will Smith), um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros, como aluguéis, multas de trânsito acumuladas e impostos atrasados. Como se não bastasse tudo isso, ele ainda investiu toda a poupança em um péssimo negócio de scanner médico. Apesar de ser mais eficiente que o modelo no mercado o aparelho foi considerado um “luxo desnecessário” aos profissionais da área e toda essa situação foi motivo de sobra para discussões entre ele e sua esposa.

Um dia enquanto caminhava para mais uma venda, Chris nota um homem estacionando uma Ferrari em frente a bolsa de valores. Ele fica tão impressionado com a imagem de sucesso que o ele exibia que imediatamente pergunta ao dono do carro “o que ele faz” e “como ele faz”. Gardner descobre então que aquele homem trabalha como corretor na bolsa de valores. Enquanto o corretor sobe pela escada, Chris olha para todas aquelas pessoas que estão entrando e saindo da bolsa e como cada um deles parecia tão feliz e pensa:

“Por que não posso ser como eles?”

E este foi o gatilho necessário para uma mudança de rumo de sua vida.

E quando as coisas não poderiam piorar…

Imagem: Divulgação © 2006 Columbia Pictures

Ao contar para Linda (Thandie Newton), sua esposa, sobre a decisão de virar um corretor da bolsa de valores, ela se mostra totalmente descrente e contra a decisão considerando todos os problemas que o casal enfrentava. Ainda assim, Chris decide ir ao escritório de R.H. para se candidatar a uma das 20 vagas que o programa de formação de corretores oferecia. Enquanto fazia a entrevista, um de seus scanners médicos é roubado por uma hippie. Gardner tinha pago a ela 1 dólar para vigiar o seu equipamento. O roubou custou a ele o equivalente a um mês do valor de suas contas.

E para piorar a situação, as discussões com sua esposa se tornam cada vez mais frequentes, até que um dia, cansada da vida que eles estavam vivendo e incomodada com a falta de perspectiva de melhora, Linda decide abandoná-lo. Em seguida, Chris é despejado de sua casa por falta de pagamento dos aluguéis e acaba tendo que passar uma noite na prisão pelas multas de trânsito que não foram pagas um dia antes da sua entrevista na corretora. Quando ele finalmente conseguiu fazer a entrevista para se tornar um corretor, descobre que além desta oportunidade não ser remunerada, apenas um participante de cada programa era efetivado, e que ele não poderia concorrer a qualquer outra corretora por pelo menos seis meses.

A luta pelo sonho

Imagem: Divulgação © 2006 Columbia Pictures

Para sobreviver durante seis meses sem remuneração, nem moradia e com o filho para cuidar, Gardner dependeria apenas da venda dos últimos 6 scanners que possuía. Como os aparelhos eram muito difíceis de vender, ele precisou ter muita determinação e força de vontade. A partir daí, o filme nos mostra o quanto a vida de Chris foi dura. Ele passou por muitas situações difíceis ao lado de seu filho enquanto lutava por uma chance de entrar no mercado de valores.

Conclusão

a-procura-da-felicidade
a-procura-da-felicidade
Will Smith e Jaden Smith em cena de “À Procura da Felicidade”. Imagem: Divulgação © 2006 Columbia Pictures.

A Procura da Felicidade nos ensina uma valiosa lição sobre determinação e força para lutar pelos nossos sonhos. Talvez o nosso caminho não será fácil e em vários momentos surgirão o medo e o desejo de desistir. Duvidamos algumas vezes da nossa capacidade, mas devemos sempre nos lembrar que, por mais desesperadora que pareça a situação, todos somos extraordinários e capazes de grandes feitos.

E você, já assistiu ao filme? Lembrou-se de algum momento marcante que refletiu em sua vida? Compartilhe conosco e com os demais leitores aqui nos comentários.

Conheça o autor: Daniel Emidio

Formado em administração de empresas pela FMU, foi eleito entre os 10 melhores trabalhos de Iniciação Científica no CONIC SEMESP 2015 na categoria projetos em andamento. Na Ação Jovem traz matérias sobre dicas de filmes, livros, séries e eventos.

Revisão e edição: Lara Madeira

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br