Dificuldade em guardar dinheiro? Veja nossas dicas sobre o assunto

Confira nossas dicas para que você possa se organizar e sempre ter um dinheiro para guardar no final do mês

Fonte: Freepik

Por Daniel Emidio

Dívidas acumuladas, lançamento do novo celular ou gastos emergenciais…. seja qual for a razão, você sente que existe algo que atrapalha o seu controle financeiro? E isso dificulta na árdua tarefa de guardar dinheiro? Pois saiba que você não está sozinho(a). Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mais de 65% dos brasileiros não têm o hábito de guardar dinheiro.

Muitos brasileiros tiveram pouco acesso à educação financeira ao longo da vida, e como resultado, sentem dificuldades para lidar com o assunto. É aí que muitos sentem na pele o que que a expressão “falta mês no fim do dinheiro”. Pensando nessa situação, elaboramos algumas dicas que podem ajudá-lo(a) a controlar suas finanças. Confira:

Gastar mais ou equivalente ao que ganha

Para guardar dinheiro, cuidado com pequenos gastos

Mas a dica aqui é: tenha um controle sobre os pequenos gastos, por menor que seja o valor. Se você não tem paciência para anotar cada compra, saiba que existem aplicativos disponíveis e gratuitos no mercado que podem auxiliá-lo no controle de suas contas, de modo que você tenha uma visão sobre os tipos de gastos.

Evite acumular dívidas no cartão

Negocie suas dívidas

Todo banco tem a obrigação de oferecer este serviço, que conta com as seguintes facilidades:

- Fornecimento de cartão com função débito;

- Realização de até quatro saques, por mês;

- Realização de até duas transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês;

- Fornecimento de até dois extratos, por mês;

- Consultas pela internet;

- Fornecimento de até 10 folhas de cheques por mês.

Esse tipo de pacote resolve a vida de muita gente e não custa nada.

Além disso, muitos bancos digitais também oferecem cartão de crédito sem anuidade. Tudo bem que dificilmente você terá programas de milhagens, mas pelo menos, economiza uma bola bolada por ano que vai embora com essas tarifas.

Prepare uma reserva de emergência

Para montar uma reserva de emergência, calcule todos os seus gastos fixos mensais e multiplique pela quantidade de meses que você gostaria de pagar suas contas sem depender do seu emprego. O ideal é de pelo menos 3 a 6 meses.

Para construir uma reserva de emergência, procure separar mensalmente entre 10% a 30% do seu salário (de acordo com a sua realidade, claro) em algum um investimento de baixo risco que você possa retirá-lo sempre que precisar (alta liquidez). Caso precise utilizar o fundo por alguma razão, reaplique novamente os valores até atingir o valor estabelecido por você assim que conseguir.

Pesquise antes de comprar

Leve uma lista ao supermercado

Estude educação financeira

Por fim, mesmo que lidar com o próprio orçamento pareça o desafio, com um bom planejamento você poderá administrar melhor o seu dinheiro. Estabeleça uma meta e trabalhe para que ela seja cumprida. Ao conseguir guardar dinheiro, além de fechar a conta no azul no final do mês, isso permitirá enfrentar situações emergenciais, a compra da casa própria, a viagem dos seus sonhos, um intercâmbio fora do país, entre outras possibilidades. Se você deseja acompanhar mais dicas sobre educação financeira, acompanhe nossa página para receber novos conteúdos.

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br