O Agro em 2020: o que vivemos e o que está por vir

Plantação, verde, agricultura

Por Mayara Marques Carneiro

Quando pensamos em agronegócio, mercado agro ou qualquer uma dessas denominações, algumas pessoas imaginam grandes campos plantados e um verdadeiro “mar verde” a perder de vista.

“O Agro também é isso, mas não só isso.”

Quase tudo o que utilizamos em nosso dia-a-dia tem reflexo nesta grande cadeia de valor. Desde os alimentos que consumimos, sejam eles embutidos ou in natura, a roupa que vestimos, o combustível que utilizamos em nossos meios de transporte (etanol) até os óleos e elementos naturais em cosméticos, tudo faz parte desse conjunto que compõe a imensidão da cadeia agrícola.

Além disso, o agro também é conservação e preservação ambiental, sustentabilidade, promoção de investimentos em títulos verdes, retenção de CO₂, agricultura familiar, entre outros.

O Agro cresce apesar da crise

mão segura grão de soja, agricultura

E é graças a todo esse nicho amplo que, mesmo em tempos de crise econômica como a que estamos vivendo, este setor segue forte. Batemos recorde de produção de commodities (soja), recorde de exportações de produtos como soja e açúcar, expansão de mercados plant-based (carne vegetal), crescimento de 3,3% do PIB no 1.º trimestre de 2020, segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA). Isso mostra que o ‘agro’ não parou enquanto outros setores precisaram fechar as portas.

“A produção agrícola deste ano, é suficiente para alimentar entre 1 bilhão e 1,5 bilhão de pessoas — cinco ou seis vezes o total da população brasileira, o que dá ao Brasil, como se diz, uma segurança alimentar completa e permitirá ao país vender para o resto do mundo, neste ano de 2020, cerca de 205 bilhões de dólares.” J.R.Guzzo — Gazeta do povo

O setor e a atração de investimentos

Trator fazendo a colheita, produção agrícola

O setor sempre contou com subsídios governamentais e agora essa movimentação tem atraído investimentos. O agro responde hoje por um quinto do PIB e tem potencial para muito mais. Contudo, para sustentar o crescimento da cadeia e aumentar sua participação na economia brasileira, o Brasil ainda precisa desenvolver mais e melhores ferramentas, por exemplo, as formas de financiamento e desenvolvimento da agricultura familiar e a promoção de negócios sustentáveis.

É importante pensar em meios eficientes para atender as demandas produtivas, em taxas de juros mais atrativas, em assegurar as colheitas e em como digitalizar este setor que, em algumas partes, ainda é muito arcaico.

Com isso, as empresas que atuam de forma relevante no mercado (players) como bancos, grandes empresas fornecedoras de insumos, seguradoras, securitizadoras, startups, vêm concentrando sua atenção neste setor promissor e, juntos, pensam em como fornecer melhores serviços e em como disponibilizar recursos de formas mais atrativas e simples ao produtor rural.

Acredito que esse será cada vez mais o movimento: buscar entender e melhorar esse setor base no Brasil. O agro não parou até agora, e é ele quem vai nos ajudar a nos reerguermos daqui para frente.

Texto elaborado pela voluntária: Mayara Marques Carneiro

Revisão e edição: Lara Madeira

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br

O Ação Jovem do Mercado Financeiro e de Capitais (AJ) é uma associação sem fins lucrativos que visa aproximar os brasileiros do mercado financeiro - www.ajmc.br